Ir para o conteúdo principal
Giro de estoque
Voltar

5 dicas estratégicas para o giro de estoque neste final de ano

Saiba que pontos levar em conta em suas análises estratégicas na hora de definir suas ações de vendas para atrair mais clientes na temporada de Natal

O ciclo de vendas de fim de ano é, tradicionalmente, um período de grande stress sobre a cadeia de suprimentos. O aumento da demanda e a necessidade de acelerar os prazos de entrega exigem um melhor planejamento e impactam diretamente o giro do estoque. Como resultado disso, toda a cadeia de suprimentos precisa acompanhar a aceleração das vendas para evitar rupturas.

Mais fácil dizer do que fazer, sem dúvida. Por isso mesmo, o planejamento de demanda é uma ciência que ganha força a cada ano na estratégia do varejo. A adoção de modelos de distribuição mais ágeis, inspirados no fast fashion e baseados em insights sobre o comportamento dos clientes e na omnicanalidade, aumenta a assertividade da gestão e do giro dos estoques.

Aumentar o giro dos estoques é uma decisão com forte impacto sobre todo o ecossistema do varejo:

·      Para aumentar o giro, reduz-se a profundidade do estoque, o que exige reposições mais constantes e exige que a logística esteja bem afinada;

·      O aumento do giro reforça o fluxo de caixa da empresa, o que é ainda mais importante em tempos incertos como os atuais;

·      Trabalhar com um mix mais raso permite adequar o mix de cada loja ao que realmente tem saída, otimizando as vendas e o espaço no PDV.

Ao mesmo tempo, é preciso levar em conta as vendas online e omnichannel, uma vez que o relacionamento com os consumidores não acontece mais somente da maneira tradicional. Neste 2020 de pandemia, por sinal, as vendas digitais mais que dobraram e já têm uma participação de dois dígitos no total do varejo. Em determinadas categorias, como eletrônicos, já representam mais da metade do faturamento.

A expansão do ship from store (em que as compras online são despachadas a partir das lojas físicas) e do click & collect (em que o cliente vai ao PDV retirar a compra online) aumentam a complexidade da gestão dos estoques, mas também trazem novas oportunidades. Para impulsionar suas vendas de fim de ano e melhorar o giro dos estoques, vale a pena estar atento a estes 5 pontos:

1)     Considere as necessidades mínimas dos clientes

Os varejistas com melhor desempenho entendem muito bem qual é a combinação de velocidade, custo, flexibilidade, nível de serviço e sustentabilidade que tem mais impacto para cada cliente. A partir daí, desenvolvem sua capacidade logística para atender ao que é mais importante para os principais segmentos de clientes nas principais ocasiões de compra. Se no Natal a velocidade passa a ser mais importante que o custo, por exemplo, a preparação logística e a organização dos estoques passam a priorizar parceiros de entrega express ou a disponibilidade em questão de minutos para retirada na loja física mais próxima.

2)     Garanta a qualidade dos seus dados

Definir os critérios para otimização do giro de estoques depende de vários fatores, como os níveis dos estoques, o encalhe de produtos e a confiança que se tem nas informações. Ao reduzir os níveis de estoque para focar no que realmente vende e aumentar o giro, o varejo precisa ter certeza de que não incorrerá nos estoques virtuais: casos em que o produto consta no sistema, mas não existe fisicamente. Isso costuma acontecer por quebra ou por erros operacionais (um produto cadastrado com outro código). Melhore a qualidade dos seus dados e você ganhará assertividade na gestão.

3)     Tome decisões difíceis

A complexidade trazida pela gestão omnichannel, em que é preciso levar em conta diferentes origens de produtos, pontos de destino, tempos de entrega e modalidades de delivery, faz com que seja preciso adotar novas métricas de performance. Para definir o custo de entrega dos produtos a partir das lojas ou de Centros de Distribuição, também é preciso levar em conta o ganho na experiência do consumidor, a velocidade de entrega, o impacto que um estoque centralizado tem sobre o balanço financeiro e os custos de entregas mistas (em que parte do pedido sai de uma loja e parte de um CD).

São inúmeros desafios e, literalmente, não existe uma solução única: cada caso é um caso. Cada cliente é diferente, valoriza algo diferente e tem expectativas diferentes em relação ao serviço prestado.

4)     Aproveite as oportunidades de encantamento

As alternativas trazidas pelo omnichannel, como o ship from store e o click & collect, podem contribuir para encantar o consumidor, estimular a venda de outros produtos e, com isso, aumentar o giro dos estoques e as vendas do varejo. Um exemplo é oferecer para o cliente um item relacionado ao produto principal e que esteja disponível para entrega expressa a partir da loja física mais próxima (de onde o produto principal também sairá). Assim, pelo mesmo custo de frete, o varejista vende um item extra.

No click & collect, um exemplo seria oferecer serviços de ajuste de roupas para produtos retirados na loja. Evidentemente, a Covid-19 e a necessidade de distanciamento social limitam as oportunidades de relacionamento pessoal no ponto de venda físico, mas é sempre possível encontrar formas de entregar algo a mais para o cliente e impulsionar uma venda extra.

5)     Incorpore tecnologia e análise de dados

A complexidade do varejo omnichannel é grande demais para que, sem o uso de ferramentas de Inteligência Analítica, seja possível desenvolver uma operação rentável e que entregue o cliente quer. Os dados são o novo petróleo: o combustível que faz com que os negócios aconteçam. A adoção de data lakes e o uso de inteligência de mercado coletam, analisam e geram insights a partir de informações reais. O resultado é uma gestão que não se baseia mais no feeling, e sim em dados confiáveis.

O aumento do giro dos estoques é um desejo constante dos executivos do varejo. No mundo conectado e digitalizado de hoje, porém, só é possível fazer isso de forma lucrativa com base em dados. A Propz, pioneira no uso de Inteligência Analítica para o varejo físico, pode te ajudar nesta jornada. Conte com a gente!

Compartilhe

Fale com a gente.

Agende uma conversa